CONHECENDO O PALÁCIO DO PARLAMENTO, EM BUCARESTE.

Esse incrível edifício neoclássico  é visita obrigatória em Bucareste. Construído em 1984 por ordem do ditador Nicolau Ceausescu, o Palácio do Parlamento (Palatal Parlamentului) impressiona pela grandiosidade e beleza. Seus números são superfaturados. Possui doze andares, 330.000 metros quadrados e 3,1 mil cômodos. Perde apenas para o Pentágono, como maior prédio público do mundo.


Sua visitação é através de agendamento de horário e, invariavelmente, uma pequena espera vai acontecer. Ao chegar, escolha sua forma de visita e, ao efetuar o pagamento, pode-se optar por pagar uma taxa para tirar fotos, aqui, aliás, é costume cobrar pelos "clicks". Optei pela visita mais simples   (Standard, 25 Levs) e fiz opção por incluir as fotos também (30 Levs, isso mesmo!). O tour é em inglês e durou uma hora. A revista na entrada é rigorosa e um documento de identificação é necessário e retido durante a visita ( passaporte).
A espera será recompensada pela incrível e luxuosa construção. São salões imensos (total de 20), salas gigantescas, escadarias em mármore branco (um milhão de metros cúbicos de mármore), quadros, tapetes, lustres espetaculares (3.5mil toneladas de cristais). A riqueza nos detalhes impressionam. As cortinas são de veludo com detalhes em ouro e prata. Tudo meticulosamente construído. Os nomes das salas são homenagens as figuras políticas Romenas.





  

A sala de espetáculos (Rosetti) possui espaço para 600 pessoas. Seu estilo arquitetônico é o  art deco. A combinação de cores é perfeita e o lustre central é o maior do edifício.

Salão de festa não poderia faltar. Artistas internacionais já se apresentaram nesse espaço. A vista externa para a cidade é igualmente grandiosa. As grandes avenidas estão presentes como se fossem construídas para referenciar essa estrutura gigantesca. O ditador Ceausescu nem teve tempo de discursar na varanda, foi deposto e executado em 1989. Os futuros líderes denominaram o edifício como sendo "A casa de Ceausescu", em uma tentativa de reverenciar o contraste da riqueza interior  em detrimento da pobreza da população circunvizinha.
Vale muito o passeio. Prova disso, a elevada procura pelo mesmo. Reserve pelo menos três horas aqui. Metrô- Izvor. Um adendo: evitem levar bolsas grandes, pois não entram e não há guarda-volume no local.


Comente com o Facebook: