BERLIM(1) - CONHECENDO A CIDADE


Berlim, um dos lugares mais bonitos do mundo. Para quem gosta de história, paisagens e cultura, o lugar é a Alemanha. Com a melhor rede rodoviária da Europa, você pode conhecer essa potência mundial de carro também, o que será  uma experiência inesquecível.
Começamos nosso roteiro pelo Leste Europeu, vindo do Rio via Frankfurt pela Luftansa (www.luftansa.com).  Outra boa opção é o vôo da Tap via Lisboa (www.flytap.com). Chegamos à noite em Berlim, pelo aeroporto de Tegel, localizado a 8 km do centro. Pegamos um ônibus que nos deixaria próximo ao nosso hotel. Nosso contato com as belezas da cidade começaram com essa foto abaixo.
Catedral de Berlim e a Torre de TV ao fundo 
Para quem vai ficar pouco tempo na cidade, próximo ao aeroporto tem o hotel Mercure Airport Berlin Tegel (www.mercure.com), um hotel 4 estrelas com diárias de € 84,00, localizado em uma grande área verde e que possui um sistema de transporte grátis para o aeroporto. Neste hotel ficamos em nossa volta para Berlim, antes de voltarmos ao Brasil.
Em Berlim optamos pela rede Novotel em Mitte (www.novotel.com), no coração da capital, próximo a Potsdamer Platz e Alexanderplatz e onde se encontram grandes atrações turísticas. O metrô fica logo ao lado do hotel.
Novotel Berlim
Desde a reunificação alemã em 1990, Berlim tornou-se um importante centro do turismo mundial. A Avenida Unter den Linden é o local para onde todos vão. É onde se localiza o centro histórico da cidade. Museus, igrejas, a torre de TV, o Portão de Brandemburgo, o Reichstag entre outras atrações, se localizam ao longo desta avenida.
Optamos por fazer todo esse trajeto a pé para apreciarmos com calma toda a beleza desta cidade.
O transporte urbano é muito variado: possui metrô (U-Bahr), ônibus, barcos, trens de curto trajeto (S-Bahr) ou ferryboats. Outra boa opção é o cartão Welcome Card, que oferece descontos em transporte públicos e museus. Os ônibus de número 100 e 200 funcionam como ônibus turísticos.

Torre de TV

Rio Spree e ao fundo a Catedral de Berlim
Às margens do rio Spree, localiza-se uma pequena área conhecida como Nikolaiviertel ou Quarteirão de São Nicolau. Esta área foi destruída durante a Segunda Guerra e sua reconstrução (1987) foi feita com a intenção de recriar uma aldeia medieval. Suas ruas estreitas e belas estão repletas de cafés, bares e restaurantes.
Em uma curta caminhada fomos conhecer a Telespargel ou torre de televisão. É a segunda estrutura mais alta da Europa, mede 365m de altura e sua visita é obrigatória. Criada em 1969, foi símbolo do regime comunista.
Os elevadores levam a uma plataforma de observação que fica a uma altura de 203m. Podemos contemplar a vista de toda cidade, bem orientada pelos painéis que localizam os pontos da cidade, dependendo de seu local de observação, facilitando  entender cada ponto da cidade e, se o dia permitir, essa vista pode ser até de 42km de distância. Custo de € 10,00. Existe um café rotatório para quem quer ter conforto e contemplar a vista (www.tv-turm.de/en/index.pbp). Chega-se aqui também pelos ônibus de números 100 ou 157.

Torre de TV
Vista da torre de TV
Logo ao descer da torre você irá encontrar vários e simpáticos motociclistas prontos para te levar a um passeio em troca de alguns euros, é claro. O táxi-bicicleta custa € 7,50 por pessoa e a distância quem diz é você. Nosso guia era muito gentil e falava português com desenvoltura. Passamos pela ilha dos museus (visite o Pergamom), Óperas, Catedral , até chegarmos ao Portal de Brandemburgo, sempre acompanhando atentamente às explicações de nosso guia. Podemos contemplar as largas avenidas e os monumentos pelo caminho. Vale a pena, é divertido, além de economizar as pernas.
Passeio de bicicleta
Na Alexander-platz temos a Fonte de Netuno (neptunbruunen) onde várias crianças brincavam e outros apenas contemplavam a vista. No lado esquerdo, podemos observar a Prefeitura com seus tijolos vermelhos (Rotes Rathaus) e do lado direito uma das igrejas mais antigas de Berlim, a Marien Kirche.

Alexander-platz
 Unter den Linden
O Portão de Brandenburger é o grande símbolo de Berlim. Com estrutura neoclássica, foi modelada de acordo com a entrada da Acrópole de Atenas. Localizada na parte oeste da Unter den Linden, foi construído entre 1788 e 1791. A carruagem de quatro cavalos - a Quadriga - coroa essa belíssima obra. O Muro de Berlim ficava logo atrás, dividindo a cidade em duas, algo que durou 30 anos. Aqui nasceu o Terceiro Reich.

Portão de Brandemburgo na Pariser Platz
Detalhes do Portão de Brandemburgo - a Quadriga

Passando o Portão de Brandemburgo, logo à direita na Praça da República, encontraremos o Parlamento Alemão, mas não sem antes ter o contato com o que era o antigo Muro de Berlim, logo ali aos nossos pés.
O Parlamento conhecido como Reichstag foi construído entre1884 e 1894. Possui um Domo elíptico que é muito bom para visitação e de onde se tira boas fotos. A vista lá de cima é muito bonita.
O parque da cidade é o Tiergarten, um dos maiores da Europa. Siga sempre em frente a partir do Portão de Brandemburgo em direção ao zoológico.Neste parque podemos contemplar a Coluna da Vitória (Siegessaule), um importante monumento que retrata A Deusa da Vitória.
Parlamento Alemão

Antigo Muro de Berlim






Caminhando pelo lado esquerdo, encontramos um monumento cinza, sombrio e de diferentes tamanhos, é o Monumento em homenagem às vítimas do Holocausto. Inaugurado em 2005, possui 2,7 mil blocos de granito e a disposição dos blocos tem a finalidade de gerar intranquilidade e confusão aos que visitam. Pelo menos uma reflexão todos, com certeza, levam deste lugar.
Memorial às vítimas do holocausto

Seguindo, encontraremos o que sobrou do Muro de Berlim. O Muro foi construído na madrugada de 13 de agosto de 1961. Algumas dezenas de pessoas que trabalharam na madrugada não puderam mais retornar para suas famílias. Fotos dramáticas mostram  mães afastadas de seus filhos. São fotos impressionantes. O mundo foi dividido em simpatizantes do capitalismo (EUA) e simpatizantes do socialismo (URSS). Os números impressionam: são 66km de gradeado metálico, 127 redes eletrificadas, 302 torres de observação e ainda havia cachorros de guarda. Tudo para impedir que qualquer pessoa transitasse de um lado a outro. Para a alegria do mundo, o muro cai em 9 de novembro de 1989. Os turistas podem tirar fotos  no local ou comprar um pedaço do muro e levar um pouco da história da humanidade para casa.

Muro de Berlim
A Postdamer Platz era uma das regiões mais movimentadas de Berlim antes de ser bombardeada na Segunda Guerra. Suas ruínas serviram para construir o Muro. Hoje é um importante centro de lojas e grandes empresas instalaram seus escritórios nessa região. 

Antigo Muro de Berlim

Chegamos a um dos locais mais impressionantes da Guerra Fria: o Checkpoint Charlie . Na verdade, um posto de fronteira que separava as duas Alemanhas. O local com as fotos e a atmosfera da antiga Guerra Fria realmente são de impressionar. O museu logo ao lado do posto merece uma visita(http://www.mauer-museum.com/). De ônibus pegue o 129 ou o metrô Kochstrasse.




Checkpoint Charlie
Antigo Muro de Berlim

Retornando ao nosso hotel, passamos pela parte francesa de Berlim e não poderia deixar de ter uma Galeria Lafayette. Inaugurada em 1996, vale a visita pela moderna arquitetura. É um local bastante movimentado, com grandes lojas e muitas pessoas circulando.
Centro de Berlim

Depois de tanto andar, finalmente uma parada nos bares da Unter den Linden. Final de tarde, executivos voltando do trabalho, grupos de jovens conversando e uma vista privilegiada do Portão de Brandemburgo. Fazia um frio agradável, mas a cerveja alemã não poderia faltar.

Bar na Unter den Linden

Estávamos de volta à Under den Linden. Essa avenida é especial, reserve com calma um passeio guiado ou não, mas procure não perder nenhum detalhe. Visitamos a Hum Boldt Universitat, a mais antiga da cidade. Na Bebelplatz, encontramos o monumento de vidro no chão onde observamos uma estante vazia. Foi nesse local que os nazistas queimaram os livros que eram contra sua ideologia.
Bares e restaurantes ao longo da Unter den Linden
Catedral de Berlim (Berliner Dom)

A Catedral de Berlim (Berliner Dom) é uma das maiores da Europa e foi construída por Johann Bormann entre 1747 e 1750. A atual estrutura neo barroca foi construída de 1894 a 1905. Vale uma visita para conhecer seu interior, a cripta imperial da família Hobenzollern, o sarcófago de Frederico I e sua Esposa. Como chegar: Hackescher Markt e ônibus 100, 157, 200 e 348.

Utilizamos o metrô uma única vez que foi para conhecer o ladoOeste.
Metrô mais próximo do hotel

No lado Oeste fomos conhecer a Avenida Kurfurstendamm ou Ku´damm. É uma grande avenida com seus 4km, onde podemos encontrar bares, restaurantes, shoppings, teatros e a igreja(abaixo) que ficou marcada por ter sido alvo de intenso bombardeio durante a Segunda Guerra. As marcas de bala ainda hoje estão para serem vistas e nunca esquecidas.

Praça no lado Ocidental
A Kadewe é a maior loja de departamentos da cidade e vale um passeio, possui uma praça de alimentação onde fizemos uma boa refeição a um bom preço.
Loja de Departamentos

Para saber sobre teatros, museus, galerias, cinemas e eventos, acesse www.kulturbox.de. Reserve no mínimo três dias para essa cidade. Vai valer a pena.

Comente com o Facebook: