SALVADOR EM QUATRO HORAS.O QUE FIZEMOS.

 


Retornamos a Salvador em maio de 2024, para um evento médico. Fazia muito tempo desde a última vez que estivemos aqui e, garanto, está muito melhor. Mesmo sendo a trabalho, não poderíamos deixar de passear nessa bela cidade. Ficamos hospedados no  hotel Intercity Salvador, bem localizado, próximo ao Shopping e de muitos locais de interesse turístico. 

Saimos do hotel às 8:30h e optamos por um táxi comum. As paradas programadas incluiram a Igreja Nosso Senhor do Bonfim, Pelourinho, Mercado Modelo, Farol da Barra, Rio Vermelho e paradas para fotos.


Google


Antes de chegar na Igreja, passamos pelo hospital Irmã Dulce, local de muita assistência à população mais carente. A Igreja Senhor do Bomfim está localizada na Sagrada Colina e é a mais famosa da cidade. Sua construção teve início entre 1745 e 1746, finalizando suas obras em 1772. Possui um mix dos estilos Neoclássico e Rococó. Aqui se realiza a famosa "Lavagem do Bonfim", quando as escadarias são lavadas com água de cheiro, por baianas do candomblé. Inevitável não se encantar com as centenas de fitas do Senhor do Bonfim, na entrada da Igreja.




Fizemos uma parada bem rápida no Forte Nossa Senhora de Monte Serrat, com vista para Baia de Todos os Santos. É uma fortaleza do século XVI e com design de inspiração italiana. É tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, desde 1957. Vale uma parada para fazer um pequeno tour aqui.



Seguimos até subir no Pelourinho, onde demoramos um pouco mais de tempo. Localizado no centro histórico da cidade, suas ruas de paralelepípedos, suas ladeiras, seus barzinhos e sua história, encantam a todos que passam aqui. Fundado em 1549 por Tomé de Souza, primeiro governador geral do Brasil, sua localização é estratégica e bem perto do Porto, no alto. Na verdade, ali era formada uma grande muralha, facilitando a defesa da cidade. O bairro passou por altos e baixos e hoje é considerado Patrimônio da Humanidade pela ONU. Pelourinho é uma coluna de pedra, ou de madeira, erguida em local público e onde castigavam os criminosos. À epoca colonial, era usado para castigar escravos através de chicotadas. Hoje, com a conotação de resistência, cultura e liberdade, tem representatividade histórica importante. Ademais, visitamos também a Igreja e Convento de São Francisco (1585), famoso por seus detalhes em ouro (800kg em folha de ouro) e por sua arquitetura barroca (entrada paga, investimento de R$20,00 ). É considerada uma das sete maravilhas de origem portuguesa no mundo. Recomendamos a visita. 






A Catedral Basílica de Salvador foi construída em 1657 e encontra-se também no Pelourinho. Apesar de ter sido construída durante o período Barroco, a arquitetura  tem um estilo Maneirístico e sua fachada e interior é de pedra de lioz, importada de Portugal. Lateralmente, localiza-se a Faculdade de Medicina da Bahia, sendo a instituição de ensino superior mais antiga do Brasil. Data de 18 de fevereiro de 1808. Sua criação deu-se logo após a chegada de Dom João VI ao país. Passamos na Fundação Casa de Jorge Amado, local de visitação obrigatória. Paramos para umas fotos no Largo do Pelourinho, onde Michel Jackson fez um clip e tornou o local ainda mais famoso.O Pelourinho é um local de pelo menos um turno inteiro de passeio.










Descemos em direção ao Mercado Modelo. Inaugurado em 1912, surgiu pela necessidade de um centro de abastecimento na Cidade Baixa de Salvador. Viveu pelo menos cinco grandes incêndios em sua história. São mais de 250 lojas, onde se pode comprar lembrancinhas típicas da Bahia. Em frente, está localizado o Elevador Lacerda, fechado para reforma naquele momento. É um elevador histório em estilo Art Déco, que liga as partes Alta e Baixa da cidade. Foi construído em 1869, possui 72 metros de altura e foi o primeiro elevador urbano do mundo. Esse passeio vai ficar para uma próxima viagem.





                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           
Seguimos para o Farol da Barra, não sem antes passar pela casa onde reside a cantora Ivete Sangalo, segundo relato orgulhoso do simpático taxista. Com vista para a incrível Baia de Todos os Santos, obviamente. O Farol da Barra foi erguido em 1698, após o naufrágio do Galeão Sacramento. Foi o primeiro farol da América. Belo local para fotos. Com tempo, não deixe de conhecer o Museu Náutico (R$15,00).



Seguimos direto para a Praia do Rio Vermelho, onde sentamos para  tirar uma foto ao lado de Jorge Amado e Zélia Gattai. Uma estátua em bronze, em tamanho natural. Aqui se come um delicioso acarajé também. Gostamos muito.



Voltamos ao nosso hotel pouco depois do meio dia. Pagamos R$180,00 ao taxista. Gostamos da experiência. Salvador requer bem mais tempo, mas ficamos satisfeitos com nossa rápida programação.







Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário